Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

2020: Por um Brasil mais justo e menos desigual

Mais um ano findando. Um novo ano se aproxima e, com ele, renovam-se as esperanças, de um mundo melhor, de um Brasil mais justo e menos desigual, com redução dos índices de violência, com mais prosperidade, harmonia e paz; e se esticar um pouquinho mais, quem sabe acertar os números da megasena da virada do ano.
Observando os jornais televisivos e as retrospectivas feitas, uma constatação fica bem clara: só notícia ruim.
O desastre de Brumadinho. Os protestos ocorridos no Chile, em Hong Kong, a greve na França, o aumento dos índices de feminicídio, o poderio do crime organizado e suas chacinas, a mancha de óleo despejada por um navio misterioso que poluiu o litoral nordestino, a interminável ‘lenga lenga’ entre os ardorosos defensores de Lula e de Bolsonaro nas redes sociais, os desatinos de Donald Trump e de Bolsonaro e suas eternas rixas com a imprensa, as decisões vergonhosas do STF, a reforma da Previdência – a menina dos olhos da imprensa e dos banqueiros e investidores internacionais -, enfim, o rol é extenso e não caberia neste artigo.
Vasculhando a internet em busca de notícias boas, foram destaque a canonização da irmã Dulce – em especial, para os católicos - e as gloriosas vitórias do Flamengo que, via de regra, só interessam aos flamenguistas.
A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livreComo não mudou muita coisa, volto a desejar para 2020 o mesmo que desejei anos atrás:
Que os impostos pagos pelos brasileiros sejam bem aplicados e utilizados com responsabilidade para a melhoria da educação, da saúde, da segurança pública, das estradas, rodovias e ferrovias...
Que as obras públicas licitadas sejam concluídas sem que haja fraude nas licitações e que as obras não sejam abandonadas no meio do caminho.
Que a União, Estados e Municípios não gastem desmedidamente e que seus gestores comecem a ter responsabilidade com a coisa pública, dando bons exemplos aos seus eleitores, enxugando a máquina não com a redução dos serviços públicos, mas com os luxos e mordomias.
Que o Congresso Nacional seja capaz de cumprir com seu papel constitucional e deixe de nos envergonhar pela nojeira de suas negociatas, trocas de favores, jogos de interesses, e passe a legislar em favor do povo brasileiro.
Que haja uma legislação capaz de punir exemplarmente os políticos corruptos e que nenhum deles que responda a processo possa ser detentor de um mandato, até porque, ninguém contraria um bandido para trabalhar em sua residência ou empresa, quanto mais para administrar o dinheiro do povo e os destinos de uma nação.
Sonhar nunca é demais.
Grecianny Carvalho Cordeiro
Promotora de Justiça

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corpo do Jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na terça-feira

Política e dinheiro

Filmes inspirados em livros na Amazon Prime Vídeo