Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Abertura da Flipo tem homenagens e apresentações artísticas

Abertura da Flipo conta com pronunciamentos de Alexandre Santos e Antonio Campos, presidente da FundajFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

A abertura da sétima edição da Festa Literária Internacional do Ipojuca (Flipo), que ocorreu nesta terça-feira (17), reuniu autores e leitores na sede da União Brasileira de Escritores (UBE), no bairro de Santana, na Zona Norte do Recife. Com o tema “Tempos Novos, Novos Tempos, Tempos de Sempre”, o evento é gratuito e segue até o próximo sábado (21).

Durante a cerimônia, o curador Alexandre Santos fez questão de frisar a importância de alguns parceiros para a realização do evento. “Estávamos muito temerosos de quem em 2019 não tivéssemos condições de garantir a Flipo, mas graças aos apoios da Fundarpe, da Folha de Pernambuco, da Fundaj, da UBE e da Systi nós conseguimos fazer andar o festival”, comentou.

A abertura contou com entrega de certificados aos apoiadores e pronunciamentos de Alexandre Santos, Antonio Campos (presidente da Fundaj), Edvaldo Arruda (secretário geral da UBE), Roberto Azoubel (coordenador de Literatura da Secult-PE) e Adalberto Arruda (diretor da Associação Comercial de Pernambuco). A apresentação ficou por conta dos poetas Luiz Carlos e Sidney Ramos.


Sob regência de Risoleta Tarciza da Silva, o coral Novo Milênio, formado apenas por idosos, abriu e fechou a solenidade, cantando canções natalinas e ligadas à cultura pernambucana. As cordelistas Madalena Castro e Giselda Pereira dividiram o microfone numa disputa de versos. A programação desta terça-feira ainda conta com palestras, debates e o lançamento do dicionário "Matutês da sente", de José Heraldo Lúcio de Oliveira, às 17h.

Folha PE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pedro e Paulo: alegria da Igreja!

Mazagão: terra árida e abençoada