Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Concurso de Monografias oferece até R$ 30 mil em prêmios

Presidente do Instituto Myra Eliane, Igor Queiroz Barroso, à direita da escritora Angela Gutiérrez, e convidados na solenidadeFoto: Camila Lima
Com o propósito de estimular a pesquisa no ambiente acadêmico, o Instituto Myra Eliane, em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC), lançou, ontem, o Concurso de Monografias 2019, cujo tema é "Pequena História do Ceará - uma releitura da obra de Raimundo Girão". As inscrições começam, a partir de hoje, no site do Instituto e estão abertas para estudantes de todo o Brasil, com prêmios que somam R$ 30 mil.
Poderão concorrer trabalhos científicos que tenham a obra "Pequena História do Ceará" do advogado, escritor, historiador e político brasileiro Raimundo Girão no centro da produção. Pesquisadores das áreas de conhecimento em História, Sociologia, Antropologia, Ciências Sociais e Comunicação, matriculados em instituições brasileiras públicas ou privadas, são convidados a participar.
Conforme o edital do concurso, a monografia deve ser escrita em língua portuguesa no estilo ensaio, com 34 a 35 mil caracteres, incluindo espaços e pontuação, além de tipografia em corpo 12. Deve também ser impressa em preto e branco, em folha de papel A4 (ofício).
Os trabalhos serão analisados por uma comissão formada pelos professores Paulo Elpídio de Menezes Neto, Angela Maria Rossas de Gutiérrez, José Eurípedes Maia Chaves Júnior, José Batista de Lima e Luis Sérgio Santos.
O resultado do concurso vai ser anunciado em abril de 2020. Os autores serão premiados com R$ 10 mil e um celular de última geração (1º colocado); R$ 5 mil e um notebook (2º colocado) e R$ 3 mil e um tablet (3º colocado).
Memória
Para o presidente do Instituto Myra Eliane, Igor Queiroz Barroso, além do incentivo à pesquisa, o concurso tem o objetivo de prestar uma homenagem a Raimundo Girão, que fez uma narrativa cronológica da história do Ceará, desde o descobrimento do Brasil.
"Um povo sem história é um povo sem alma. O povo precisa conhecer a sua própria história. Por isso, nós estamos dedicando esse momento para resgatar, através do concurso, a pequena história do Ceará do nosso querido historiador Raimundo Girão. O livro dele conta a formação do nosso Estado e nós podemos conhecer de onde viemos", declara Igor Barroso.
A releitura da obra do cearense é uma forma de "resgatar um pedaço da nossa história", pondera o reitor da UFC, Cândido Albuquerque, reforçando ainda os ganhos que o concurso trará para o Ceará.
"O Brasil não trata bem a sua história e uma iniciativa como essa é fundamental. Então, o que queremos é fazer uma releitura de Raimundo Girão: como estamos vendo, a participação dele na história do nosso Estado e do Brasil?", provoca.

Diário do Nordeste

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pedro e Paulo: alegria da Igreja!

Mazagão: terra árida e abençoada