Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Biografia não autorizada de Suzane von Richthofen chega à lista

‘Suzane – Assassina e manipuladora’ percorreu um longo e polêmico caminho até chegar às mãos dos leitores e à lista dos mais vendidos. Na semana de estreia, foram vendidas 769 cópias.
Recorte da capa do livro que acaba de chegar à lista dos mais vendidos | Reprodução
Recorte da capa do livro que acaba de chegar à lista dos mais vendidos | Reprodução
Se teve um livro de 2020 que já causou muita polêmica, esse é Suzane – Assassina e manipuladora (Matrix), biografia sobre Suzane von Richthofen escrita pelo jornalista Ulisses Campbell. Ainda em 2019, a Contexto, que tinha contratado o título, decidiu tirar seu time de campo depois de desentendimentos com autor e do pedido da biografada na Justiça tentando impedir a publicação da obra. A publicação do livro chegou a ser barrada por um juiz da primeira instância, mas foi liberado pelo ministro Alexandre de Moraes, no Supremo Tribunal Federal (STF). Janeiro chegou e o livro foi finalmente publicado pela Matrix. De novo, a mandante do assassinato de seus pais recorreu ao STF para tentar impedir o evento de lançamento do livro, acontecido no último dia 23. O Supremo disse não e o evento aconteceu.
A repercussão atiçou a curiosidade dos leitores e trouxe o livro para a nona posição da Lista de Não Ficção. Foram 769 cópias vendidas na sua semana de estreia.
Além do livro sobre Suzane, a lista trouxe outras quatro novidades. Em Ficção, estreou História de um grande amor (Arqueiro / Sextante), o novo de Julia Quinn. Foram 614 exemplares vendidos, número suficiente para colocar o livro na nona posição da categoria. Na lanterninha de Infantojuvenil, a estreante foi Anne de Green Gables (Autêntica), com 375.
Uma dupla da Harvard Business Review fechou empatada na 18ª posição da Lista de NegóciosDesafios da gestão e A arte de dar feedback, ambos publicados pela Sextante. Foram 220 cópias vendidas de cada um dos títulos.
A sutil arte de ligar o foda-se (Intrínseca) segue firme na liderança do Ranking Geral, com 5.415 exemplares vendidos nessa semana. Mais esperto que o diabo (CDG) ficou em segundo, com 3.271, e O milagre da manhã (BestSeller / Record) em terceiro, com 3.020.
Na comparação com a semana anterior, os números gerais de vendas caíram 18%. Nesse cenário, Negócios foi a mais afetada (-48%).
O Ranking Geral das Editoras é liderado pelo Grupo Companhia das Letras, com 14 títulos. A Sextante fechou a semana em segundo, com 12, e a Intrínseca ficou em terceiro, com 10.
Via Publishnews

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mestra da Cultura do Ceará, artesã Dona Zefinha morre no Cariri

Livro resgata conteúdo de cartas recebidas por João Goulart

REFLETINDO SOBRE A EDUCAÇÃO