Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Lucilo Varejão Neto toma posse da Academia Pernambucana de Letras (APL)

Acadêmico diz que presidência 'é uma honra enorme' e foi integrante da diretoria da gestão anterior, comandada por Margarida Cantarelli


Lucilo Varejão Neto será o novo presidente da APL a partr desta segunda (27)Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
A Academia Pernambucana de Letras (APL) completa, hoje, 119 anos e celebra seu aniversário com sessão solene comemorativa. Na ocasião, além do lançamento da Revista da Academia (volume 48) e da entrega dos diversos prêmios literários promovidos pela instituição em 2019, haverá a posse do seu novo presidente, Lucilo Varejão Neto.
Filho e neto de membros da APL, Lucilo tem uma longa história com a instituição e foi membro da diretoria que compunha a gestão que está sendo concluída, comandada por Margarida Cantarelli. "Assumir a presidência da Academia Pernambucana de Letras é uma honra enorme para qualquer acadêmico e também um desafio muito grande. Ela é hoje uma das mais importantes do País, além de ter a sede mais bela entre todas as outras. Mas o grande desafio é fazer com que ela continue de portas abertas e recebendo todos aqueles que se interessam pela literatura. Tudo o que foi feito pelos últimos presidentes, como Waldênio Porto, Fátima Quintas e Margarida Cantarelli, foi um trabalho extraordinário. Atualmente, a Academia se apresenta para Pernambuco como uma das casas de Cultura mais importantes do Estado. Mas, apesar dessa importância, a instituição tem um grande problema, que é não ter renda própria. Nós dependemos muito dos próprios acadêmicos, do governo e de parcerias", afirma Lucilo.

Leia também:
Lucilo Varejão Neto será o novo presidente da Academia Pernambucana de Letras (APL)
Lucilo Varejão Neto tomará posse na APL na segunda-feira
Academia Pernambucana de Letras homenageia Lucilo Varejão Filho
Academia Pernambucana de Letras divulga vencedores de seu Prêmio 2019
Margarida Cantarelli, que está prestes a repassar para Lucilo a presidência da APL, ocupou o cargo por duas gestões consecutivas. O período ficou marcado por uma vasta reforma, que readequou o espaço físico da APL aos dias atuais. Além da recuperação da casa e do mobiliário, o Museu foi reorganizado e uma série de eventos foi programada para trazer o público para dentro da APL.

"Quanto mais aberta e disponível for a APL, maior a contribuição vai estar dando à sociedade", pontua Cantarelli. "A dificuldade financeira infelizmente será o grande desafio da próxima gestão. Sempre trabalhamos em harmonia, porque se não estivermos unidos, dificilmente se conseguiria ir adiante. O amor à APL tem feito conseguir transformar o pouco em muito", relata a imortal, que assume novo desafio em 2020, como diretora de comunicação do Real Hospital Português.
As categorias de prêmios que serão entregues durante a cerimônia são seis: Prêmio Antônio de Brito Alves (Ensaio), Prêmio Edmir Domingues (Poesia), Prêmio Vânia Souto Carvalho, (Ficção), Prêmio Amaro Quintas (História de Pernambuco) e Prêmio Elita Ferreira (Literatura Infantojuvenil). O Prêmio Leonor Carolina Corrêa de Oliveira (Municípios Pernambucanos) foi destinado para os livros publicados no ano de 2018.
Fonte: Folha PE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livro resgata conteúdo de cartas recebidas por João Goulart

Livro sobre as origens do povo cearense chega ao mercado

União familiar