Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Luiz Alfredo Garcia-Roza, escritor de literatura policial, morre aos 84 anos

Autor de diversos livros do gênero policial, Luiz Alfredo Garcia-Roza morreu nesta quinta-feira, 16

Criador do detetive Espinosa, Luiz Alfredo Garcia-Roza, faleceu nesta quinta-feira, 16
Criador do detetive Espinosa, Luiz Alfredo Garcia-Roza, faleceu nesta quinta-feira, 16 (Foto: BEL PEDROSA/ Divulgação)
Escritor brasileiro, Luiz Alfredo Garcia-Roza morreu na manhã desta quinta-feira, 16, aos 84 anos de idade. A informação foi confirmada pela esposa, Lívia Garcia-Roza, em publicação em uma rede social.
Autor de diversos romances policiais, como “O silêncio da chuva”, “Um janela em Copacabana”, “Achados e perdidos”, “Espinosa sem saída”, entre outras publicações, Luiz Alfredo é considerado mestre da literatura policial do Brasil. O detetive Espinosa, um de seus personagens mais populares do autor, está presente em quase todas as suas histórias. Psicanalista, Luiz Alfredo Garcia-Roza também escreveu livros sobre psicanálise e filosofia e publicou o primeiro romance em 1996, aos 60 anos de idade. 
Luiz Alfredo Garcia-Roza estava internado há um ano no Hospital Samaritano, em Botafogo, no Rio de janeiro, em decorrência de uma doença neurológica. Nascido no Rio de Janeiro, em 1936, o autor deixa esposa e três filhos.
O Povo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Morre o acadêmico Murilo Melo Filho

Goethe e o Oriente

Mensagem do Pe. Geovane: Como ajudar e fazer doações à paróquia na crise da pandemia.