Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Esquerda e direita

Diz-se que: "quando a esquerda começa a contar dinheiro, converte-se em direita" e, por sua vez, quando a direita deixa de contar dinheiro, vira esquerda. Essas observações mostram a importância dos aspectos monetários na formação do pensamento e das atitudes, ao longo do tempo, de boa parte da humanidade. Estudiosos abordaram tal comportamento à luz de princípios políticos, éticos e morais. Assim, por exemplo, aconteceu na Antiguidade, com Platão, na segunda metade do século XIX com Engels, e mais recentemente com Max Weber, dentre muitos outros. Nos dias atuais, o pragmatismo está ocupando espaço das opções institucionais, o que nos confunde e aumenta as dúvidas relacionadas com a existência e a verdade, analisadas por Sartre. Acreditamos serem as manifestações pragmáticas influenciadas pelo maniqueísmo direita e esquerda, pela ânsia do poder, pela falta de solidariedade, pelo individualismo e pela ausência de sentimentos espirituais. O Estado existe não para ser opressor, tampouco de direita ou de esquerda, mas para assegurar os princípios básicos da democracia.
Precisamos nos voltar para o conhecimento das verdades essenciais, objetivando alcançar os valores éticos indicadores de um mundo social baseado nos conceitos de justiça e de igualdade de oportunidades. Ademais, um líder não se faz por instrumentos ou mecanismos artificiais, mas pelo reconhecimento livre e soberano do seu povo. Forçar o surgimento ou destruir uma liderança, usando segmentos da falsa mídia e "marqueteiros" gananciosos poderá gerar uma farsa administrativa e política.
Aqueles que assumem um cargo na vida pública pensando em fazer negócios e não trabalhar pelo povo, não são democratas, pelo contrário, são tiranos enrustidos, dominados por forças da corrupção. Não ao maniqueísmo, direita e esquerda, mas sim à defesa da democracia apoiada na liberdade e na justiça social.
Gonzaga Mota

Professor aposentado da UFC

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Morre o acadêmico Murilo Melo Filho

Mensagem do Pe. Geovane: Como ajudar e fazer doações à paróquia na crise da pandemia.

Goethe e o Oriente