Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Após repercussão negativa, Amazon Brasil suspende venda de livro com fotos de meninas seminuas

O livro "Anjos Proibidos" expõe fotos íntimas de crianças e adolescentes e fez com que o autor, o fotógrafo carioca Fábio Cabral, fosse indiciado pela Justiça. Ele acabou sendo absolvido

Amazon gera polêmica ao colocar à venda livro acusado de pornografia infantil (Foto: Reprodução)
Amazon gera polêmica ao colocar à venda livro acusado de pornografia infantil (Foto: Reprodução)
Uma polêmica movimentou as redes sociais nesta terça-feira, 16. O motivo foi o fato da Amazon Brasil disponibilizar em seu catálogo a obra “Anjos Proibidos”, que expõe fotos de crianças e adolescentes seminuas. Após repercussão negativa, a empresa tirou de circulação o livro de autoria do fotógrafo carioca Fábio Cabral, em 1991. 
Na descrição do exemplar registrada no site da Amazon Brasil, a publicação tinha a história contada brevemente em torno da polêmica que o autor provocou à época com o lançamento dos 500 exemplares da edição. Fábio chegou a responder um processo criminal por expor fotos de meninas adolescentes seminuas no livro e justificar trabalho como sendo um meio de “exaltar a sensualidade da mulher”. Ele acabou sendo absolvido.

Após descobrirem que o livro estava à venda pela Amazon Brasil, centenas de pessoas fizeram subir a #SeExplicaAmazon no Twitter, solicitando que a empresa se posicionasse sobre a disponibilidade do livro no catálogo brasileiro. "Como vocês permitiram a venda de um livro que expõe crianças seminuas?", questionou um dos usuários da plataforma à empresa.
Com a repercussão negativa no Twitter por meio da hastag, a Amazon Brasil usou a plataforma para agradecer pelo alerta e informar que estava retirando conteúdo do ar, garantindo ainda que investigaria caso. No site da empresa, o livro não se encontra mais disponível. "A Amazon agradece pelo alerta. Suspendemos o produto assim que fomos informados, e estamos investigando."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mazagão: terra árida e abençoada

Desabafo da Língua Portuguesa

Dalai Lama está com raiva