Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Artistas cearenses indicam suas playlists para celebrar o Dia dos Namorados

No dia mais romântico do ano, o Dia dos Namorados, celebrado nesta sexta-feira, 12, o Vida&Arte convidou nove personalidades cearenses para montar playlists com canções de amor



 



Se a palavra cantada é uma prática ancestral, os versos apaixonados já são eternos há muito tempo. Musicalizar sentimentos é uma especialidade antiga e segue sendo uma prática de pessoas enamoradas até hoje, como também um admirável gesto de amor. Sonhando com os lábios de mel de seu par, já dizia a cantora Maria Bethânia que “meu amor quando me beija, vejo o mundo revirar”. E na canção “Medo Bobo”, da dupla Maiara e Maraísa, era “tanto amor guardado tanto tempo”, que os versos já inclusive foram regravados na voz do cantor Rubel.
A música tem esse poder, de representar até o mais profundo dos sentimentos e traduzir sensações que língua nenhuma conseguiria decifrar. O Vida&Arte escolheu então nove cearenses de diversas linguagens, com muitos gestos de amor em seu repertório, para escolher dez canções de amor cada, para ilustrar - e musicalizar - o dia dos Namorados, celebrado nesta sexta-feira, 12 de junho.
Diversos em suas escolhas e diferentes em suas áreas profissionais, os artistas DJ Alan Morais, Edmilson Filho, Gabriel Aragão, Hertenha Glauce, Kátia Cilene, Marcos Lessa, DJ Marquinhos, Mona Gadelha, Silvero Pereira enviaram dez músicas cada para formar uma playlist exclusiva para a data.
Misturando nomes nacionais e internacionais, o cantor Gabriel Aragão, integrante da banda Selvagens à Procura de Lei, explica que as canções foram escolhidas para que qualquer casal, de qualquer idade, consiga aproveitar. “Acho que pensei no que eu mesmo gostaria de ouvir. Coloquei um pouco de muita coisa, tem um pouco de amor de várias maneiras, como Gary Clark Jr., que é o amor bem clássico, a Banda do Mar, que me remete aquele primeiro momento da paixão, ou Pat Life, algo bem mais transcendental… Também tem Gilberto Gil, que já fala do amor mais geral, em que você ama a pessoa, mas tem que deixá-la livre”, ressalta. Gabriel acrescenta que uma canção dos Selvagens, “Jamoga”, é outra opção para casais apaixonados e que remete muito ao seu relacionamento com sua esposa.
Indo de “Never Be Alone”, do cantor canadense Shawn Mendes, até “Because You Loved Me”, de Celine Dion, a playlist da rainha da vaquejada Kátia Cilene mistura o sertanejo, o forró e o pop, além de uma música própria. A canção “Barreiras”, lançada por ela em 2019, acompanha as lembranças de uma antiga paixão. “Eu sempre cantei sentido a música, a letra a melodia, para fazer uma boa interpretação. Algumas canções faziam sentido na trajetória de vida amorosa delas. E as canções todas [da playlist] têm letras e melodias lindas. Com cada canção, as pessoas vão se lembrar de momentos que passaram juntos, vão se identificar. São maravilhosas para escutar e tomar um bom vinho em uma boa companhia”, explica a ex-vocalista da banda Mastruz com Leite.
A cantora e compositora Mona Gadelha garante que todas as canções escolhidas tiveram relevância emocional em sua vida.”O tema amor, no universo da música, é preponderante, predomina. Quantas canções de amor existem, nos emocionam, nos fazem lembrar de momentos eternos, bons e difíceis… Tenho certeza que muitas essas canções fazem parte da vida amorosa das pessoas, de momentos românticos e sofridos também. Espero que desperte lembranças e que as pessoas mergulhem de novo em momentos especiais de suas vidas e que apreciem mais uma vez a beleza de cada um deles”, ressalta. Mona destaca “Cor de sonho”, canção autoral da compositora e que aborda a ambiguidade entre o se apaixonar e a insegurança. “Até hoje vejo pessoas jovens que me dizem que amam essa música pelo fato dela me trazer muitas alegrias e lembranças. Quando a gente escuta canção que a gente ama e que tem importância na nossa história, a gente renova sempre a emoção e cada vez que a gente ouve, a gente encontra mais um detalhe, uma nova nuance”.
Já a proposta do ator e cantor Silvero Pereira vai para além do sentimento da paixão. Com uma lista exclusiva de intérpretes e autores da comunidade LGBTQIA+, o Silvero acrescenta que mais do que despertar os sentimentos nesta data, a ideia é normalizar relacionamentos além dos heteronormativos. “Tudo é amor, não tem diferença. Existe uma estrutura a ser vencida. às vezes a gente passa por cima da canção e nem percebe que o artista produz uma música não só para entreter, mas também porque ele faz parte de uma luta”.

Veja as playlists:

Alan Morais (DJ)
Edmilson Filho (humorista e ator)

Gabriel Aragão (cantor e compositor)
Hertenha Glauce (diretora do grupo Mirante de Teatro)
Kátia Cilene (cantora e compositora)
Marcos Lessa (cantor e compositor)
DJ Marquinhos
Mona Gadelha (cantora e compositora)
Silvero Pereira (ator e cantor)

O Povo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mazagão: terra árida e abençoada

Desabafo da Língua Portuguesa

Dalai Lama está com raiva