Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Mundos para rememorar

Companhia das Letras lança o projeto 'Coestelário' com Daniel Kondo e Guilherme Flores Gontijo. A ideia é prestar homenagem a grandes personalidades falecidas em 2020
Em homenagem ao escritor Rubem Fonseca | © @coestelario
Em homenagem ao escritor Rubem Fonseca | © @coestelario
Para homenagear a algumas das grandes perdas sofridas em 2020, a Companhia das Letras, o ilustrador Daniel Kondo e o poeta e tradutor Guilherme Gontijo Flores criaram o projeto Coestelário: mundos para rememorar. Em um ano em que demos adeus a personalidades como Sérgio Sant'Anna, Rubem Fonseca, Moraes Moreira, Nirlando Beirão, Garcia-Roza, Riachão, Terêza Tenório, Namomi Munakata, Fabiana Anástácio, dar vulto a tais nomes se faz necessário. “Seria talvez função da Secretaria da Cultura, nem que fosse mera formalidade, dar vulto aos nomes que se vão, homenageá-los ao menos; porém, neste delírio que chamamos de governo, o silêncio da morte é engolido pelo estardalhaço da brutalidade, do horror, do desprezo com tudo que seja alheio”, escreveu a editora em seu blog. O projeto, hospedado no Blog da Companhia e na página do Instagram @coestelário, apresenta túmulos em poesia visual, ao modo das antigas estelas funerárias, que a um só tempo davam voz e imagem à pessoa querida e partida. “É assim, como um coestelário em movimento, inacabado, condenado ao incompleto, como um gesto de agradecimento pelas vidas que pudemos viver graças a tanta gente, que apresentaremos de agora em diante cada estela”, explicam Daniel e Guilherme. Até o momento já foram homenageados nomes como Aldir Blanc, George Floyd, Marie Louise Nery, Rubem Fonseca, Sérgio Sant'Anna e Gilberto Dimestein.

Via Publishnews 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mazagão: terra árida e abençoada

Longos cabelos eternos