Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

‘Pequeno manual antirracista’ alcança o topo da lista de Não Ficção

Livro de Djamila Ribeiro vem numa escalada há três semanas. O período coincide com a onda de protestos iniciada depois da morte de George Floyd.
Livro de Djamila Ribeiro alcança o primeiro lugar de Não Ficção | © Marlos Bakker / Divulgação
Livro de Djamila Ribeiro alcança o primeiro lugar de Não Ficção | © Marlos Bakker / Divulgação
“O papai mudou o mundo”, disse a pequena Gianna, de seis anos, quando visitou o lugar onde seu pai, George Floyd, foi covardemente asfixiado até a morte por um policial nos EUA. A morte do ex-segurança negro por um policial branco gerou revolta em Minneapolis. As manifestações ganharam não só os EUA como o mundo e, de alguma forma, chegou à Lista dos Mais Vendidos.
Floyd foi morto no dia 25 de maio. Naquela semana, a lista registrou a venda de 215 cópias do Pequeno manual antirracista (Companhia das Letras), de Djamila Ribeiro. Na semana anterior, a lista registrava 138 exemplares vendidos. Nessa semana, o título que apresenta caminhos de reflexão para aqueles que queiram aprofundar sua percepção sobre discriminações racistas estruturais e assumir a responsabilidade pela transformação do estado das coisas conquistou a posição de número um da Lista de Não Ficção, com 954 cópias vendidas. O número garantiu a quinta posição do Ranking Geral
E por falar nele, Desperte a sua vitória (Luz da Serra), de William Sanches, permaneceu no topo da lista dos mais vendidos, com 4.101. O box Harry Potter (Rocco), de J.K. Rowling, fechou a semana em segundo lugar, com 2.101. Mais esperto que o diabo (CDG), de Napoleon Hill, completa o pódio, com 1.458.
A semana trouxe três novidades. Duas delas estão em FicçãoColeção Julia Quinn (Arqueiro / Sextante), que reúne três volumes da autora especializada em romances históricos, e Lua nova (Intrínseca), segundo livro da série Crepúsculo, escrita por Stephenie Meyer. A Coleção Julia Quinn ocupa a posição de número 19, com 177, e Lua Nova ficou na lanterninha, com 173.
Ainda falando de Ficção, é interessante notar o desempenho de 1984 e A revolução dos bichos, ambos de George Orwell e publicados pela Companhia das Letras. Os títulos que entram em domínio público a partir do próximo dia 1º de janeiro ocupam as posições um e dois da categoria, com 676 e 483 cópias vendidas respectivamente.
O terceiro estreante da semana é O mito da beleza (Rosa dos tempos / Record), da jornalista Naomi Wolf. Foram 179 cópias vendidas, número suficiente para colocá-lo na 16ª posição de Não Ficção.
O Ranking Geral das Editoras é liderado pelo Grupo Companhia das Letras, que emplacou 13 títulos nessa semana. A Sextante ficou em segundo lugar, com 12, e a Intrínseca em terceiro, com 11.
Via Publishnews 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mazagão: terra árida e abençoada

Longos cabelos eternos