Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Morre o poeta e cordelista Luciano Carneiro, por Covid-19

Mestre da Cultura morava desde os 16 anos no Crato


Legenda: Mestre Luciano Carneiro morre, aos 78 anos Foto: Jarbas Oliveira/Reprodução Livro dos MestresMorreu, nesta quinta-feira (23) o poeta e cordelista Luciano Carneiro, aos 78 anos. Ele foi diagnosticado com Covid-19. Em 2008, Carneiro foi nomeado Mestre da Cultura Popular pela Secretaria da Cultura do Ceará (Secult).

Natural da Paraíba, o poeta mudou-se para o Crato, no Cariri, aos 16 anos de idade, cidade onde desenvolveu a arte com as palavras enquanto trabalhava com outras funções, como agricultor, carroceiro e vigia. "Quando eu tinha dez anos de idade, eu já fazia um versinho completo, metrificado, já entendia um pouco", afirmou em entrevista.

O reconhecimento de sua poesia veio a partir de 1975, quando começou a divulgar suas obras no programa Coisas do Meu Sertão. Participou também da fundação da Academia dos Cordelistas do Crato, em 1991. Lançou ainda o livro "Onde Mora a Poesia", aos 75 anos. 

A morte de Luciano Carneiro foi lembrada pela Secult, que emitiu nota de pesar. "Os versos hoje são de tristeza e pesar. A Secretária da Cultura do Ceará (Secult Ceará) celebra a vida e a obra do nosso querido mestre Luciano Carneiro que faleceu, nessa quinta-feira, dia 23 de julho, vítima da Covid-19. O céu se abre em poesia, como o mestre tanto queria, para receber sua melodia, para festejar sua travessia. Viva o mestre, o Ceará agradece seu legado, reconhece sua arte, sua maestria. Que a encantaria lhe receba bem em sua nova moradia. São os votos da Secult Ceará e do povo cearense".

Diário do Nordeste

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livro resgata conteúdo de cartas recebidas por João Goulart

Mestra da Cultura do Ceará, artesã Dona Zefinha morre no Cariri

Livro sobre as origens do povo cearense chega ao mercado