Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Museu da Língua Portuguesa propõe uso da palavra para lidar com a dor

Projeto estimula público a escrever sobre perdas da pandemia

O governador do estado de São Paulo, João Dória, apresenta a conclusão das obras de restauração do Museu da Língua Portuguesa
O Museu da Língua Portuguesa lançou hoje (13), na capital paulista, o projeto virtual A Palavra no Agora, que estimula o público, a partir de exercícios de escrita, a se expressar sobre o período em que vivemos. O objetivo é ajudar as pessoas a lidar com os sentimentos causados pela pandemia de covid-19.
Os exercícios são baseados em roteiros com perguntas simples, que servem como referência para fazer as pessoas refletirem e transformarem em texto o sentimento sobre o momento. Segundo o museu, os textos produzidos poderão ser compartilhados no próprio site. O projeto está disponível gratuitamente em noagora.museudalinguaportuguesa.org.br . 
“Vivemos um momento de perdas físicas e simbólicas. A incerteza, a morte, o adiamento de planos, a doença, o isolamento, a crise econômica, a distância, tudo isso tem um impacto enorme na vida de todos os brasileiros. Na ausência do acolhimento físico, do contato, o que nos une hoje são as palavras, ditas e escritas”, explica Marília Bonas, diretora técnica do IDBrasil, organização social que gerencia o Museu da Língua Portuguesa.
O projeto disponibiliza trechos de obras literárias que falam sobre o sentimento de perda, resenhas de livros e filmes que, de alguma forma, tratam do assunto. Os participantes também podem tomar a iniciativa de sugerir obras que possam apoiar e inspirar outras pessoas neste momento.
O Museu da Língua Portuguesa é uma instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do governo do estado de São Paulo, e está em reconstrução. Em 2015, um incêndio, que atingiu três andares e sua cobertura, destruiu o local.
Edição: Nádia Franco
Agência Brasil

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livro resgata conteúdo de cartas recebidas por João Goulart

Mestra da Cultura do Ceará, artesã Dona Zefinha morre no Cariri

Livro sobre as origens do povo cearense chega ao mercado